terça-feira, 16 de outubro de 2012

Tic-Tac... Tic-Tac...- Passa o tempo, mas a poesia de Vinícius permanece!


Por meio da união de sons, ritmos e harmonias e utilizando-se de vocábulos essencialmente metafóricos, a poesia é a forma de expressão linguística designada a evocar sensações, impressões e emoções. É também um gênero quase natural para a infância, pois ao contrário do que imaginamos, as metáforas e estruturas heterodoxas utilizadas nos poemas nada mais são que brincadeiras com palavras e sentidos.
 
Na Língua Portuguesa, os aspectos estilísticos (fônicos, lexicais, sintáticos e mórficos) fazem toda a diferença na interpretação dos poemas e o que diferencia um autor do outro é justamente a maneira como escreve, tornando esse estilo a sua marca registrada.
 
O Relógio é um dos poemas que faz parte do livro de poemas infantis A Arca de Noé, de Vinícius de Moraes, lançado em 1970.  Ao escrever, o poeta do amor e da sensualidade profunda, reencontra a ingenuidade e a ludicidade próprias das crianças:

 

O Relógio

Passa, tempo, tic-tac
Tic-tac, passa, hora
Chega logo, tic-tac
Tic-tac, e vai-te embora
Passa, tempo
Bem depressa
Não atrasa
Não demora
Que já estou
Muito cansado
Já perdi
Toda a alegria
De fazer
Meu ti-tac
Dia e noite
Noite e dia
Tic-tac
Tic-tac
Tic-tac...
           

Observamos nesse poema a Onomatopeia “tic-tac”, utilizado para dar ritmo e efeito sonoro de brincadeira ao poema. Além de reproduzir o mais próximo possível o som do relógio, esse recurso expressivo, o mais utilizado nas poesias infantis, concentra melodia e ritmo, reproduzindo um efeito todo especial. As palavras ao longo do texto relacionam-se ao próprio título do poema e o contraste é próprio do tempo que se encontra em constante movimento.
 
Esse poema encontra-se disponível em livros didáticos e na Internet, em formato de texto ou animação, o que facilita a leitura e ultilização do mesmo nas salas de aula com as séries iniciais e Ensino Fundamental. Foi apresentado em determinado episódio do programa infantil de televisão Castelo Rá-Tim-Bum, produzido e transmitido pela TV Cultura e direcionado ao público infanto-juvenil por possuir uma abordagem totalmente pedagógica.


video

 

GT1 - Poesia Infantil

3 comentários:

  1. Nas referências, não coloquem somente o link. Antes dele apresentem a referência completa (nome do autor, título do texto, título da ovbra em que se encontra, data etc.). No caso de textos não citados expressamente, não é necessário citar nas referências. Se isso for feito, tais textos entram como dica de leitura e, neste caso, é interessante apresentar uma brevíssima sinopse dos mesmos, esclarecendo a razão da dica. (prof. Marciano)

    ResponderExcluir
  2. COSTA, Cynthia. Poesia Infantil: Diga Sim!http://educarparacrescer.abril.com.br/leitura/poesia-infantil-diga-sim-539395.shtml

    http://www.viniciusdemoraes.com.br/site/rubrique.php3?id_rubrique=12

    IDALGO, Alexandre. ANÁLISE ESTILÍSTICA DO POEMA O RELÓGIO DE VINÍCIUS DE MORAES. http://www.webartigos.com/artigos/analise-do-poema-039-039-o-relogio-039-039-vinicius-de-moraes/44010/#ixzz2E7l1jrSM

    http://www.youtube.com/watch?v=9QjuspUwkmk

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_R%C3%A1-Tim-Bum

    ResponderExcluir
  3. Gostei!

    Você não tem ideia de como é satisfatório para nós "das letras" esse reconhecimento. Dinheiro nenhum paga! E olha que vivemos num mundo Capitalista!!!
    Indiquei o seu blog na página:"Amantes da Literatura".
    https://www.facebook.com/groups/271305166220085/

    Abraços!

    ResponderExcluir